Esse espaço foi criado para divulgarmos crônicas sobre o Flu, tanto de escritores famosos quanto de iniciantes. Não deixe de conferir no final da página as crônicas anteriores.


Fifty

Fifty

Não foram muitas palavras , mas todas recheadas com uita emoção.

Sim.

Um tipo de emoção que somente o tempo pode temperar.

Não acredito em troca do ou chamamos paixão clubística.

Não acredito em substituir aquele espaço que construímos habitualmente na infância e que fortalecemos durante o vigor de nossa melhor juventude.

Não acredito que possamos apenas substituir um sentimento como podemos fazer com roupas e sapatos...

Não.

Mas a vida nos reserva em algum poucos casos, situações onde inexplicavelmente acabamos por nos dividir.

Acabamos por permitir a harmonia em meio a tempestade.

No primeiro capitulo desta saga , foi notável seu gesto e sua postura.

Uma atitude que gerou muito mais conflito interior do que nossos olhos pudessem perceber.

Fazer um gol , olhar a vibração incontida das arquibancadas e se policiar para não magoar seu próprio ego.

Foi demais !

Não pelo sentido de marketing , ate porque a sinceridade não nos permite tanto...

O ato quando vem nu, demonstra a raiz do sentimento.

Aquele jogo foi um marco.

Um momento onde desabrochava em um solo árido , sua segunda paixão.

Um momento onde o sentimento puro e sem nenhum vestígio de interesse , veio a tona.

Foi marcante vê-lo não comemorar seu gesto máximo. Seu ápice. Seu gol !

Imagino o filme que se passou na cabeça dele naquele momento e o quanto deve ter sido difícil sobreviver ao gesto.

Mas assumiu publicamente seu novo amor e assim o cultivou por anos.

Foram varias as demonstrações de sinceridade.

Foram vários os momentos em que , muitos e muitos , colocavam à prova sua honestidade.

Mas da mesma maneira que somos eternamente contaminados com essa paixão avassaladora...

Da mesma forma com o ela penetra e cria raízes em nosso coração.

Desta mesma forma ele experimentou isso mesmo não estando em sua infância ou em seu momento fértil .

Foi um duelo onde não existiria vencedor.

Não haveria troca e sim uma convivência em harmonia. Em respeito ao outro.

Já vi muitos grandes jogadores trocarem de clubes e beijarem seus escudos...

De Doval a Romário , pude testemunhar situações semelhantes porem com uma quase imperceptível diferença...

E é essa diferença que muda tudo !

É nessa diferença que percebemos o brilho dos olhos quando em poucas palavras ele se refere ao “privilegio” de estar neste Clube.

É nessa diferença que se constata sua vibração ao ver a bola vencer o excelente guarda-metas e repousar delicadamente no fundo das redes...

E isso tudo acontecendo sem que ele próprio perceba o aperto que provoc do outra lado de seu coração...

Sua entrevista foi mais do que um mero compromisso profissional...

Foi um depoimento emocionado de um ser humano que esta em paz com seu interior.

Feliz com o que faz e muito mais feliz com o resultado de seus gestos e ações.

Um dia ele disse que queria fazer história em Alvaro Chaves...

Hoje eu afirma que ele já fez !

Sua camisa 9 será sempre lembrada não só pelos seus gols...mas também , e muito, por suas palavras.

Queridos torcedores, aproveitem cada dia desse momento.

Aproveitem o “gran finale” desta ópera chamada Fred.

Julio Drummond

Julio Drummond
Fonte: ddjr2003@hotmail.com

 
CRÔNICAS ANTERIORES:

Dia 13 - Julio Drummond - 14/08/2017
AxeFLU - Julio Drummond - 07/07/2017
Crônica sobre o título de 1995 - Joaci Tavares de Araújo Júnior - 01/07/2017
Perdas & Ganhos - Julio Drummond - 01/07/2017
Desclassificação ? - Julio Drummond - 07/06/2017
MD - Julio Drummond - 23/05/2017
A batalha - Alexandre Pardal - 05/05/2017
Ser Tricolor - Julio Drummond - 02/05/2017
Salve Jorge - Julio Drummond - 02/05/2017
Da Angústia a Glória - Joaci Tavares de Araújo Júnior - 02/05/2017
Maracanã - Julio Drummond - 19/04/2017
Betales I - Julio Drummond - 08/04/2017
fla x FLU - Julio Drummond - 05/04/2017
Nice to meet you - Julio Drummond - 05/04/2017
2017 - Julio Drummond - 13/02/2017
2016 - Julio Drummond - 16/01/2017
9 de julho - Julio Drummond - 02/08/2016
Shopping ? - Julio Drummond - 28/07/2016
Único e Indivisível - Julio Drummond - 04/07/2016
Xadrez & Dama - Julio Drummond - 23/02/2016
Água - Julio Drummond - 01/02/2016
1904 - Julio Drummond - 17/08/2015
Roberto - Julio Drummond - 17/08/2015
KW - Julio Drummond - 10/07/2015
beleza geral - Julio Drummond - 10/07/2015
Grão ou Gota ? - Julio Drummond - 12/02/2015
Será o inicio do fim ??? - Julio Drummond - 04/02/2015
Mercenários ou Mercadores - Julio Drummond´ - 07/12/2014
Cinquentenário - Julio Drummond - 27/10/2014
     (1)  2  3  4  5  6  Próxima  Última 
  


Copyright (c) 1998-2017 Sempre Flu - Todos os direitos reservados