Colunistas -

Flu Come Na Mão De Empresário De Jogadores... (30/11/2018)

Agora é pensar no jogo domingo, e conseguir o milagre de marcar um golzinho e escapar deste maldito rebaixamento, que parecia afastado há umas cinco rodadas, quando estávamos em oitavo lugar. O risco é fazermos o percurso inverso ao de 2009, quando escapamos mesmo com 99% de chances de cair.

Agora, corremos o risco da vergonha suprema quando tínhamos apenas um por cento. Quem assume a bananosa como técnico é o Fábio Moreno, que foi auxiliar técnico de Abel Braga e é filho do Robertinho, que foi ponta do Fluminense no título de 1980: Robertinho, Cláudio Adão e Zezé.

Mas acho que vai depender mesmo do brio dos jogadores, de que eles queiram evitar a mancha em suas carreiras. Eu confio em vários deles, mas infelizmente desconfio de alguns, como a maioria da torcida. Espero muito que o Fábio Moreno esteja fazendo a mesma leitura que a torcida vem fazendo dos jogos.

Para cúmulo da humilhação, descobrimos que Pedro Abad adotou práticas de Eurico Miranda: tomou dinheiro emprestado do empresário Carlos Leite para pagar parte dos atrasados antes do jogo contra o Patético. Jogou de vez o clube na lama.

Significa que perderemos jogadores para o tal empresário, o que aconteceu com o Vasco, que abriu mão de Matheus Vital, Nenê, Anderson Costa e o Paulinho, que foi para a Alemanha aos 18 anos. Por causa das dívidas com empresários, o Vasco não recebeu um tostão pela saída desses ótimos jogadores.

Parece que a tal “mobilização” da torcida na noite de quinta-feira deu xabu, foi fraquíssima, o que demonstra a total desmobilização da nossa torcida. Estamos perdendo o interesse pelo clube, o que sempre pareceu o objetivo dos destrutivos Abad & Cia.

Abad tornou-se a soma dos defeitos de Gil Carneiro de Mendonça e Eurico Miranda, sem as virtudes deles.

Sobre o jogo, o América-MG é um time fraco, porém guerreiro, lutador, e muito bem dirigido e organizado pelo nosso ex-volante Givanildo, um especialista em salvar times – principalmente o América. Sabe organizar um time, tem liderança. No primeiro turno, tivemos um triste zero a zero, quando eles estreavam o técnico Adilson Batista.

-


 
Desculpe, não há artigos no momento.
  


Copyright (c) 1998-2019 Sempre Flu - Todos os direitos reservados