Os primeiros passos do Clube


A Primeira Diretoria

A primeira sessão de diretoria do Fluminense foi realizada no dia 25 de julho de 1902, na casa do presidente Oscar Cox, na Rua São Salvador número 5. Na oportunidade, foi formada a primeira diretoria do clube. Presidente - Oscar Cox; Vice - Luís Nóbrega Júnior; Secretário - Mário Rocha; Tesoureiro - Domingos Moitinho e para a Comissão de Esportes - Horácio da Costa Santos e Félix Frias.

O nome do clube nasceu sem maiores debates tendo sido a idéia inicial Rio Football Club, mas João Ferreira já havia utilizado o nome na sede do Natação e Regatas.

Então surgiu Fluminense, palavra que na época identificava os nascidos no Estado do Rio de Janeiro e no Distrito Federal, apesar de por lei haver distinção, mas o povo considerava todos fluminenses. Uma outra versão tem por base o vocábulo "flumem", que significa rio e por analogia se chegou a Fluminense.

O que importa é que o nome permaneceu e o clube crescia, tanto que, no dia 1 de agosto eram aceitos mais 20 sócios e, na sessão de 10 de outubro, eram aprovadas as propostas de ingresso dos irmãos Arnaldo, Carlos e Guilherme Guinle e de mais 13 sócios.

Em 17 de outubro de 1902, no salão do Clube Laranjeiras, foram aprovados os rigorosos estatutos, a tal ponto que deliberou que fossem "riscados da lista dos fundadores, por falta de pagamento da jóia e da mensalidade, os sócios A. H. Roberts e A. C. Mascarenhas".

O clube crescia e em 8 de agosto de 1904, o então presidente Francis Walter propôs aumentar a jóia de 10 para 50 mil réis. Horácio da Costa Santos o apoiou porque o clube já tinha muitos sócios (170) e não podia fazer jogos para todos.
 


As Primeiras Sedes e o Primeiro Campo

O primeiro terreno que os dirigentes tentaram para erguer a sede do clube e fazer o seu campo de futebol foi na Rua Dona Mariana, no bairro de Botafogo. Entretanto o clube e o proprietário do terreno não chegaram a um acordo.


Em 17 de outubro de 1902, o Fluminense alugava do Banco da República, por cem mil réis mensais, o terreno da Rua Guanabara, esquina da Rua Roso. Um ano mais tarde o campo foi nivelado.
 


clique para ampliar 
Terreno onde está localizado hoje em dia nosso Estádio. Era uma chácara da Rua Guanabara, o terreno alugado ao Banco. Foto tirada por Franz Waitz, em janeiro de 1903, aparecendo os fundadores do clube Mario Rocha e Horácio Costa Santos.
 


Contam que na época (1903) a máquina niveladora e a de cortar grama (inglesas) eram puxadas pelo burro "Faísca" que, para não estragar o trabalho, era sempre cuidadosamente calçado com luvas de veludo nas quatro patas pelo jardineiro contratado, para não estragar o gramado. "Faísca" ficou então famoso e conhecido como o "burro mais elegante do Rio de Janeiro".
 


clique para ampliar 
Campo já nivelado e demarcado, no lado direito o local onde foi construída a arquibancada em madeira, em 1905. Nota-se também o fundador Domingos Moitinho e ao fundo nossa 1ª sede
 


No fundo do campo havia uma casa que mais tarde foi comprada por Eduardo Guinle e serviu como a primeira sede do Fluminense Football Club.
 


clique para ampliar 
Nossa primeira sede, um simples barracão onde residiam o empregado que cuidava do terreno, com sua família. Foi demolida em 15 de março de 1905, data de início da construção da segunda.
 
 
 
O surgimento do Fluminense - Sua fundaçãoOs símbolos do Fluminense

  


Copyright (c) 1998-2017 Sempre Flu - Todos os direitos reservados